Paramentação

Definição:

A paramentação corresponde à troca das vestes rotineiras por vestimentas adequadas (pijama cirúrgico, gorro, máscaras e propés), antes do ato cirúrgico, pela equipe cirúrgica, seguida da utilização de luvas de borracha para proteção de mãos e punhos, sendo estes acessórios previamente esterilizados.
 

Objetivo:

Os elementos da equipe cirúrgica são as principais fontes exógenas de bactérias. Sendo assim, o ato de paramentar-se diminui ao máximo a presença de bactérias no ambiente estéril do centro cirúrgico, por criar uma barreira entre superfícies contaminadas e o campo cirúrgico.

Local:

A troca de roupa (pelo pijama cirúrgico, gorro e propés) deverá ser feita no vestiário, que corresponde à zona de proteção do centro cirúrgico, sendo seguida da colocação do avental e das luvas estéreis após a escovação das mãos e entrada na sala de cirurgia, propriamente dita.

Preparo da equipe cirúrgica:

Banho:

Os integrantes da equipe cirúrgica devem evitar o banho nos momentos que antecedem a cirurgia. Isso porque o banho aumenta a descamação da pele, removendo a película de gordura protetora, favorecendo assim, a disseminação e a proliferação bacteriana.
A propagação dos germes é maior nos primeiros noventa minutos após o banho e começa a diminuir gradativamente até normalizar-se após duas horas, quando ocorre a epitelização e a formação da película de gordura da pele.

Roupas:

Antes de entrar na zona limpa do centro cirúrgico, toda a equipe cirúrgica deve trocar de roupa, substituindo as vestes rotineiras pelo pijama cirúrgico e ainda revestir os calçados com sapatilhas de tecido grosso (propé), a fim de impedir a veiculação de bactérias.

Gorros e máscaras:

Ao entrar no lavabo o gorro e a máscara já devem ter sido previamente colocados. O gorro deverá cobrir completamente o cabelo. Já a máscara, deve ser usada, impreterivelmente, por todos na sala de operação. Cobrirá boca e nariz devendo ser ajustada para prevenir escape de gotículas salivares. Deve estar junto à face de modo a melhor filtrar o ar eliminado, retendo boa parte de microorganismos eliminados das vias aéreas, podendo ser constituída de diversos materiais, sendo que as impermeáveis são desaconselhadas pois não filtram o ar, sendo preferidas as máscaras com dupla gaze de algodão, ou de um dos seguintes materiais: polipropileno ou poliéster.






Avental:

A colocação do avental deve ser feita de maneira cuidadosa a fim de evitar a contaminação do mesmo. Este deve ser segurado com ambas as mãos, as quais serão introduzidas simultaneamente através das respectivas mangas. A porção posterior do avental é, então, tracionada.








Calçamento de luvas